#INOVAÇÃOECIDADANIA

26 de novembro de 2018

O ano de 2018 foi marcado por projetos inovadores na rede municipal de ensino como a 2ª Olimpíada Digital de Matemática, Aluno Tec, Matemática para a Cidadania e Revista Anápolis Digital. Para agregar todos eles, a Prefeitura de Anápolis criou o programa “Inovação e Cidadania”. Por meio de parceria entre as secretarias de Educação e Fazenda, esses projetos foram desenvolvidos ao longo do ano com alunos e professores da rede. E a sexta-feira, 23, foi marcante para os envolvidos, já que ocorreram a premiação e a condecoração dos participantes, no auditório do Senac. Confira aqui os resultados.

A primeira premiação foi a da 2ª Olimpíada Digital de Matemática, desenvolvida para os alunos do Ensino Fundamental (4º e 8º ano), a fim de prepará-los e incentivá-los a fazer a prova do Governo Federal que mede o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), além de promover o estudo da matemática aliado às ferramentas digitais. Na primeira etapa, a prova online aconteceu nos laboratórios de informática das escolas de forma cronometrada, com questões objetivas, de múltipla escolha, e assuntos relacionados à educação fiscal. Já a etapa final foi no Centro de Formação do Profissional da Educação (Cefope) para os 40 alunos classificados, selecionados por critérios de nota e menor tempo de resolução das questões.

Usando o aparato da tecnologia, os vencedores da olimpíada foram anunciados pelo prefeito Roberto Naves por meio de uma transmissão ao vivo. Eles receberam medalhas de 1º, 2º e 3º lugar e troféus. “Gostaria de parabenizar vocês que participaram e se dedicaram a esse projeto tão bacana”, disse o prefeito diretamente de seu gabinete aos jovens estudantes.

As escolas municipais com maior média geral ganharam uma televisão 48” polegadas, para contribuir com o aprendizado dos alunos. As agraciadas foram a Escola Municipal Paroquial Santo Antônio, Escola Municipal Clovis Guerra e Escola Municipal  Maria Elizabeth Camelo Lisboa.

Logo em seguida, aconteceu a certificação daqueles que participaram e alcançaram os melhores resultados no projeto Aluno Tec, que teve como finalidade formar monitores para disseminar o uso das tecnologias em sala de aula. Foram 30 estudantes da rede municipal de ensino que tiveram a oportunidade de auxiliar na inserção das novas tecnologias no ambiente escolar. A proposta envolveu a temática “Educação Fiscal: a importância dos impostos para o bem comum”. “Aprendemos muitas coisas tecnológicas novas, além de ajudarmos os nossos professores”, disse a estudante Emilly Louredo, que foi monitora do projeto.

Reconhecendo o mérito daqueles que se dedicaram, os que tiveram melhor desempenho ganharam um tablet como forma de incentivo à pesquisa e aos estudos. “Não foram todos que ganharam, mas tenho certeza que todos conquistaram conhecimento e novos amigos”, disse a diretora de Planejamento, Controle e Inovação, Raquel Antonelli.

Os professores da rede municipal de ensino também tiveram os seus trabalhos reconhecidos. Durante todo o ano, eles desenvolveram o projeto “A matemática para a cidadania” que também teve como diretriz a educação fiscal. Todos receberam certificado de participação, mas os donos das três melhores ideias receberam cheques no valor de R$ 500, como incentivo aos docentes. “Todos os projetos foram incríveis e gostaríamos de parabenizar cada um pela forma que vocês desenvolveram”, disse a diretora de Educação, Karla Brenda.

Por fim, houve o lançamento da 7ª edição da Revista Anápolis Digital, onde os sete autores dos artigos científicos publicados foram homenageados. Escrito por professores da rede municipal de ensino e de universidades, o periódico também abordou o tema da educação fiscal. “Esse foi um projeto inovador, com número de certificação internacional”, pontuou a professora Olira Saraiva, que fez parte da equipe de Gestão de Conteúdo desta edição. Para ter acesso a revista, clique aqui

Parceria
O diretor da Receita da Prefeitura de Anápolis, Erick Azevedo, esteve no evento representando o secretário municipal da Fazenda, Geraldo Lino. Na oportunidade, ele reforçou que a parceria entre as pastas do Executivo promove a cidadania, o conhecimento e a cultura fiscal, o que resulta na quebra de paradigmas para essas crianças. “Assim elas entendem a importância do recolhimento dos impostos e o que cada um significa”, ressaltou.

A diretora de Planejamento, Controle e Inovação, Raquel Antonelli, garantiu que a Secretaria Municipal de Educação continua de braços abertos para realizar parcerias como essa nos próximos anos. “Esse trabalho conjunto deu muito certo. Estamos muito felizes”, revelou.